28 de abr de 2013

Cuidados Capilares #1: Monovin A

Nunca fui de cuidar muito do meu cabelo, o máximo que eu fazia era comprar um kit "shampoo + condicionador + leave in" que fosse bom o suficiente pra que ele ficasse macio, e vez ou outra fazia alguma sessão de hidratação.  Mas ano passado eu ganhei vários kits de manutenção capilar da minha tia (que  é distribuidora de uma marca) e passei a usar. Me apaixonei muito pelos produtos e passei a ter mais gosto por cuidar do meu cabelo e percebi o quanto isso é importante. Semana passada eu fui ao salão fazer luzes, até então nunca tinha descolorido nem passado tintura, e a cabeleireira ficou impressionada em ver o quanto ele era hidratado apesar da química que faço constantemente (escova progressiva). Segundo ela, era o cabelo com progressiva mais hidratado que ela já tinha visto em 8 anos de profissão! Isso me deixou extremamente feliz, e ela disse que se não fosse pelos meus cuidados com meu cabelo, a soma "progressiva + descoloração pras luzes" teria me deixado careca.
Foi então que eu resolvi começar aqui no blog uma série sobre cuidados capilares, falando um pouco sobre a minha rotina de hidratação e que tem trazido resultados surpreendentes pra mim.
Já adianto que esse primeiro post está bem longo, mas espero que tenha ficado interessante o suficiente pra que vocês terminem a leitura.



No começo do ano a minha amiga Lígia me falou sobre um tal "Shampoo Bomba", que era a mistura de uma vitamina A usada em cavalos ao shampoo comum. Essa mistura deixava os cabelos incrivelmente brilhantes e principalmente fortalecia os fios acelerando o crescimento. Ela viu várias meninas na internet dizendo mil e uma qualidades e resolveu comprar  pra testar, e me deu um vidrinho com um pouco do produto pra que eu usasse também.
Fiquei muito curiosa porque nunca tinha ouvido falar nesse "shampoo Bomba", então resolvi pesquisar a respeito: a tal vitamina A utilizada era na verdade o Monovin A, uma vitamina injetável para tratamento de pêlos animais, e em sua embalagem tinha a seguinte mensagem: 

ai meu deus do céu socorro!!!!

Depois do espanto eu resolvi procurar mais sobre isso, pois não era possível que algo que pudesse causar risco à saúde estava sendo tão recomentado assim. Vi infinitos sites falando bem do uso do Shampoo Bomba mas também vi vários outros dizendo que o produto teve efeitos colaterais terríveis: queda de cabelo, caspa, oleosidade e em algumas pessoas até dores de cabeça.
Fiquei com muito medo mesmo de usar essa coisa, mas eu estava tão desesperada com o meu cabelo até então mega quebradiço e com as pontas pedindo por misericórdia, que resolvi tentar. Me responsabilizei por qualquer efeito colateral que pudesse ter, segui a risca às instruções e, depois de apenas 3 vezes de uso, eu posso vir aqui e dizer: Milagres existem e eles estão embalados em forma de Monovin A.
Já usei de tudo que vocês possam imaginar pra hidratar e fortalecer meu cabelo: produtos caseiros, produtos caríssimos, sessões semanais com a cabeleireira, cápsulas de vitamina, mudei a alimentação... e nada foi tão assustadoramente eficaz como esse Shampoo Bomba.
Se você pesquisar na internet, vai ver como são impressionantes as fotos no estilo "antes e depois": cabelos com pontas mega quebradas um pouco abaixo do ombro e cabelos brilhosos e enormes após algum tempo de uso (um dos vídeos mais interessantes que vi foi esse aqui.) Se eu tivesse botado fé nisso, com certeza faria um antes e depois também, porque pra mim foi impressionante como ele agiu no meu cabelo - está super brilhoso, hidratado, e aquele desespero na hora do banho de pensar que eu fosse ficar careca por tanto cabelo que caía, desapareceu: meu cabelo ficou super forte e quase não cai mais durante o banho. Pra vocês terem uma idéia, eu nem precisei retocar a escova progressiva que faço de 4 em 4 meses, de tanto que ele deixou meu cabelo sem nenhum volume, tamanha força da hidratação.
Claro que eu continuei com a minha rotina normal de hidratação com produtos específicos (falarei disso em outro post) mas ainda acredito que o grande responsável pela mudança do meu cabelo seja essa mistura. 
Massssss já pra minha amiga que me recomendou e me deu o produto, não funcionou: o cabelo dela ficou muito oleoso e ela logo parou de usar. Eu acredito que isso se deu pelo fato de que o cabelo dela já era um pouco oleoso. Com isso, e vendo as fotos das meninas que utilizaram e que deram certo, concluí que o Shampoo Bomba seria mais indicado pra quem tem cabelo seco natural ou seco/quebradiço pelo uso de químicas. No meu caso, ele estava bem macio devido as hidratações, mas ainda assim caía muito e quebrava muito fácil por causa da Escova Progressiva. 
É recomendado o uso apenas 3x na semana por no máximo 3 meses, com o intervalo de 1 mês pra voltar ao uso. Eu fiz o intervalo depois de 2 meses pois apesar de todos os benefícios senti que estava ficando com muita caspa, coisa que eu não tinha, mas à partir da semana que vem o intervalo termina e já volto a usar. Porém quem decide esse tempo tempo é você mesma, de acordo com o resultado que aparecer no seu cabelo.
Algumas meninas adicionam na mistura o Bepantol líquido, outras não (como eu). Sabe aquela história de "quanto mais, melhor"? Então, ela NÃO é válida no caso do Monovin pois como ele é um concentrado vitamínico puro, seu excesso pode causar efeito inverso (vide efeitos colaterais que escrevi ali em cima).

Shampoo sem sal (eu usei nesse shampoo aqui que tem 200ml)
2ml de Monovin A (são 1ml da vitamina pra cada 100ml de shampoo)
Pra medir a quantidade, eu usei um copinho desses que geralmente vem em tampa de xarope. Coloquei tudo numa vasilha, misturei bem e coloquei de volta na embalagem do shampoo. 
No banho fiz como de costume, lavei 2 vezes com shampoo, uma vez concentrando apenas no couro cabeludo e massageando-o bem por alguns minutos, outra espalhando pelo comprimento dos fios e massageando as pontas. Enxaguei bem e passei o condicionador que uso normalmente.

Só pra esclarecer: não sou cabeleireira e muito menos uma expert em assuntos capilares, mas como esse é um blog pessoal, resolvi compartilhar com vocês a minha experiência. Há muitas críticas sobre o uso do Shampoo Bomba enfatizando seus malefícios, muitos sites dizem pra "não cair nessa", mas mesmo assim eu resolvi encarar e pra mim funcionou perfeitamente. Pode não ser bom pra algumas pessoas, afinal tudo varia de um pro outro, mas pra saber disso é só testando.

Quem tiver alguma dúvida é só deixar nos comentários.

Ah, e vocês podem encontrar Monovin A em casas veterinárias ou agropecuárias. Alguns sites de produtos veterinários também vendem a vitamina!

Beijos e boa semana!


_________________________

UPDATE 1: Entrem nesse post AQUI pra conferir a parte 2, onde mostro o antes e o depois do meu cabelo!



UPTADE 2: Confira AQUI outro cuidado capilar: a Cauterização de Queratina!


23 de abr de 2013

TOP 3: Ebay


"Era uma vez uma menina que vivia passando vontade com acessórios legais que via nos "look do dia" alheios. Mas sempre que ela procurava pelas tais peças em lojinhas virtuais nacionais elas custavam o olho da cara e a menina ficava muito irritada com isso. Até que um dia ela resolveu criar vergonha na cara e acessou o tão famoso Ebay, que todo mundo falava mas ela nunca tinha parado pra olhar. Foi amor à primeira vista... eles se casaram e viveram felizes para sempre. Fim!"

Isso podia ser um trecho de um conto de fadas mas é só a minha história com o Ebay mesmo. Eu sempre soube do que se tratava mas nunca quis arriscar comprar produtos vindos de tão longe, ainda mais em site internacional, afinal se desse alguma coisa errada eu pensava que seria bem difícil de se resolver (mas graças à tecnologia temos os e-mails pra isso, e só eu que não sabia).
Pra quem não conhece, o Ebay é um serviço de comércio online onde você encontra todo tipo de produto que se possa imaginar - novos ou usados - sendo vendidos por pessoas do mundo inteiro. O ponto negativo é justamente que esse "mundo inteiro" pode fazer o produto demorar meses pra chegar. Eu particularmente aguentaria a espera, mas até agora tive a sorte de que as poucas coisas que comprei recebi em menos 35 dias.
Bom, e de tanto ver meninas abrindo lojas virtuais e vendendo coisas que no Ebay custam 5 dólares por (acredite se quiser) OITENTA REAIS eu decidi me arriscar. Foi aí que em janeiro desse ano eu fiz a minha primeira compra, estou indo pra quarta e por enquanto deu tudo certo! Vem que eu vou contar pra vocês quais os meus vendedores preferidos  







Link do vendedor:
aqui
Comprei um chapéu no domingo e no dia seguinte já foi enviado. Só houve um pequeno engano porque o vendedor pensou que eu tinha comprado 1 chapéu sendo que eu havia comprado 2, mas na mesma hora que enviei um e-mail relatando sobre erro, o vendedor me respondeu pedindo desculpas. Ele foi super atencioso e disse que já providenciou a entrega do segundo! Já amei essa agilidade toda. Nem preciso dizer que quando essa coisa fofa chegar eu vou tirar um monte de fotos. Custou cerca de $5 dólares. 
 me aguardem

Comprei nesse link aqui. Na mesma loja eu busquei por "shorts" e olha que coisa linda que apareceu aqui!






Vendedor: aqui
Comprei uma camiseta do James Dean que inclusive já sabe sozinha o caminho da máquina de lavar. Foi a minha compra mais "cara", custou $14,99 dólares + $7,99 de frete. Vai uma foto que coloquei no Instagram no dia que ela chegou.
Oi gata, quer tc?

Tem um monte de camisetas com estampas legais dessa loja que milagrosamente não é da China e sim da Califórnia! A qualidade do tecido é muito boa, mesmo sendo preta ela não fica quente no corpo. Eu amei muito e quero encomendar uma outra futuramente. Vamos acompanhar. Link da camiseta aqui.






Foi a minha primeira compra no Ebay e eu fiz em um momento de muita revolta! Vi essa mesma saia sendo vendida numa lojinha que achei no facebook por 60 reais, e ela me custou menos de $6 dólares! Comprei logo em 3 cores: azul, vinho e rosa bebê. Assim, nada contra o preço que as pessoas pedem por isso, só me impressiona a falta de vergonha na cara por alguém meter a faca sem dó numa saia de chiffon vinda da china. E nada contra também com quem paga... Enfim.

Link do vendedor aqui e lda saia aqui.
Não tenho fotos usando a saia rosa #chatiada


Espero que tenham gostado da dica, me contem quais os seus vendedores favoritos e compartilhem comigo as coisas baratas e legais que vocês encontram por lá! E claro, comentem lindos. Eu sei que vocês conseguem, vamos lá.
Beijos!


****UPTADE:
Vou colocar aqui também a loja da lente fisheye que meu namorado comprou pro meu celular, ano passado. Eu tenho um LG L7 e serviu direitinho. Acredito que dê pra usar em qualquer celular, pois essa lente vem com um ímã-adesivo que você gruda ao redor da câmera do celular e deixa ali pra sempre pra encaixar a lente quando quiser fotografar. Custou $11,99 dólares. Link do item aqui.




22 de abr de 2013

Botas


Sou dessas que tem uma fase pra cada acessório e peça de roupa. Tem a minha fase de não sair de casa sem colar, a de amar vestidinhos e saias... Agora tô numa paixão de filme com botas, que não sei exatamente como surgiu. Acho que sempre gostei, mas acabava deixando como uma última opção de compras já que nesses tempos eu vivi na fase das sapatilhas oxford e dos slippers.
Daí que essa semana eu resolvi parar pra olhar o Lookbook.nu com calma e vi como a bota realmente pode ser um calçado versátil e fazer uma enorme diferença num look. O básico de sempre shortinho + camiseta + sapatilha ou tênis, fica bem mais estiloso se trocado por uma bota, e tenho notado isso  em mim mesma pois gosto bem mais de usar as minhas roupas de sempre quando calço uma delas.
Tenho me interessado mais pelos modelos Chelsea e Country, pra mim elas ficam bem mais femininas do que as Biker Boots que agora estão usando bastante (e que a blogueira Chiara Ferragni é super adepta e tem uma verdadeira coleção). 
Separei algumas imagens com looks que eu achei bonitos e alguns deles são até fáceis de reproduzir, mas acho que se tratando de um calçado não tem nenhum segredo.

Maddinka sendo linda no verão e no inverno 


A Betty Autier do Le Blog de Betty é a verdadeira rainha das botas: ela tem todos os modelos em todas as cores que você possa imaginar. Eu me identifico muito com ela nessa questão, porque meus sapatos são todos muito coloridos, tenho até um oxford azul brilhante (parecido com essa primeira bota dela) que não tenho nenhuma vergonha de usar! Amo misturar peças coloridas, mas nos sapatos eu realmente me perco, devo ter uma sapatilha de cada cor. Espero um dia ser assim com botas também 

queroessabotadaBetty.jpg 


Chiara Ferragni sendo diva de vestido longo e biker boots

Meu humilde sonho de consumo no momento. Eu até apostei na Loteria semana passada! Juro!

Abaixo são as botas de cano curto que eu tenho. Já até andam sozinhas, de tanto que uso! Esses dias fui olhar meu Instagram e percebi que de todas as vezes que eu saí eu usava alguma delas. Mas como eu disse, sou de fases... logo eu já tô trocando por alguma outra coisa. Coitadas. 

 Gabriela Calçados, R$ 129,90

Pull and Bear, € 9,90 

Martinez, R$ 79,90
(presente do namorado, fica aqui registrado o agradecimento. eu te amo!)


Me contem quais os seus sapatos preferidos, aproveitem e me dêem dicas de lojas com preços legais, haha. Beijos e uma ótima semana.


Siga o blog pelo Bloglovin! 

Follow on Bloglovin

17 de abr de 2013

Resenha: O Teorema Katherine




   Se alguém me perguntasse se vale a pena comprar o novo livro do John Green, minha resposta seria: existem outros melhores. O Teorema Katherine é um livro legal, engraçado e meio intelectual pelas várias referências que faz à grandes artistas. E só. Achei muito estranho ter entrado em uma das maiores livrarias de São Paulo procurando por ele e tê-lo achado lá no segundo andar, meio escondido e bem longe do sucesso anterior do mesmo autor, “A Culpa é das Estrelas”.  Mas, depois da leitura, até posso entender o porquê.
O Teorema Katherine conta a história de Colin Singleton, um garoto que aos 3 anos de idade foi considerado como superdotado e como todo bom nerd, passou a vida toda na escola sofrendo de bullying. Colin é o típico melodramático pé no saco que deita com a cara no tapete e fica ali por horas choramingando o amor perdido, mas o que faz dele um personagem interessante é o fato de que ele teve 19 namoradas, TODAS chamadas Katherines (com essa exata grafia) e não, não foi de propósito.  A última é inclusive a culpada da maior desilusão da vida de Colin, deixando-o em migalhas e fazendo com que ele deseje desesperadamente se tornar uma pessoa importante: e é com o Teorema Fundamental das Previsibilidades das Katherines, onde é possível prever o Terminante e o Terminado de um relacionamento, que o garoto pretende ter o seu momento "eureca" e reconquistá-la.
E quem tira Colin dessa depressão total é Hassam, seu melhor e único amigo, um gordinho muçulmano que enfia o garoto prodígio em seu carro (apelidado carinhosamente de "Rabecão de Satã")  e os dois partem pra uma verdadeira aventura em busca de qualquer coisa que os faça se sentirem melhores. E é quando param na cidade de Gutshot, a fim de visitar o túmulo do arquiduque Francisco Ferdinando, que a vida dos dois passa a ter um novo rumo: Lindsay e sua mãe Holly são as responsáveis por mostrar aos dois garotos toda a emoção que uma cidade do interior é capaz de ter.
O desenrolar da história é bem engraçado, dei muitas gargalhadas e tive uma relação de amor e ódio com Colin. Pessoalmente, achei o personagem muito meloso e dramático. Se não fosse por Hassam e seu humor extraordinário, acredito que o livro seria muito chato.  Ah, e vale a pena alertá-los sobre o final: eu soltei um grito indignada quando percebi que “bem ali” o livro tinha acabado.



Título original: An Abundance of Katherines
Autor: John Green (apêndice de Daniel Biss)
Tradução por: Renata Pettengill
Editora: Intrínseca
Páginas: 302



P.S: Essa é a minha primeira resenha, feita por mim mesma sem copiar nada da internet (foi assim toda a vida na escola) portanto espero que vocês gostem! E obrigada a Larrisa (@_larissaoa) e a Camila Ribas (@camilaribasr) que me ajudaram na revisão.

16 de abr de 2013

Ficamos pra trás




Não vou falar da Mallu retardada de anos atrás, não vou falar sobre seu relacionamento com Marcelo Camelo (até hoje incompreendido pela minha pessoa, diga-se de passagem) e não vou falar sobre o seu estilo. Na verdade eu acho que nem vou falar muito da Mallu. Vou falar de mim e de todo o resto da humanidade que se surpreendeu imensamente quando a garotinha pseudo-indie que cantava Tchubaruba apareceu assim em janeiro de 2011:

seu recalque bate no meu tchubaruba e volta

Lógico que eu também fiquei boquiaberta e fiz disso o meu assunto da semana na época, era difícil digerir a transformação RADICAL que aconteceu com ela. Nem eu indo no programa Um Dia de Princesa com o Netinho umas 947 vezes ficaria assim. O que Mallu e Camelo aprontaram nesse relacionamento eu não sei, só sei que ela cresceu, ficou linda, musicalidade incrível e todos nós mortais fomos deixados pra trás com essa história.
Veja bem: eu tinha uns 18 anos quando essa menina esquisita que andava com um sapato de cada cor estourou no Myspace (desenterrei agora né) e pode ter certeza que eu era tão esquisita quanto. E meus amigos também eram. E os amigos dos amigos deles também eram. Normal.
Todos nós temos um passado obscuro (emocore, no meu caso) e olha só onde estamos. Conheço muitos que estão na mesma e também conheço tantos outros que vão dizer que evoluíram, cresceram, que não são mais a mesma pessoa, que mudaram totalmente. Ok. Eu também não sou a mesma pessoa de quando eu tinha 18 anos (tenho 22 pra quem não sabe), todos nós mudamos, mas não creio que foi tão grande essa evolução. Acho que é assim porque a gente se apega a tanta coisa na vida, padrões e doutrinas que carregamos conosco a vida inteira, que fica difícil uma mudança 100%. Acontece algo aqui, trocamos algo ali, e assim vamos juntando as migalhas.
Na minha humilde opinião, ninguém até agora na música brasileira mudou tanto e em tantos aspectos como a Mallu Magalhães. De longe dá pra perceber que ela se desfez de muita coisa pra viver uma nova versão de si mesma. É certo que tenha uma enorme influência do namorado e da gravadora por trás disso, mas ela teve coragem o suficiente pra fazer acontecer. E então, depois de algum tempo ela voltou assim. Linda, doce e inspiradora.







E pra encerrar, Mallu e Dado Villa-Lobos numa parceria que eu adorei.




Follow on Bloglovin

14 de abr de 2013

Sunday Soundtrack


Hoje eu acordei com saudade de muitas coisas que vi e fiz há uns anos atrás. Queria escrever um texto longo sobre isso, mas fica pra outra hoje. O importante é que eu não escutava Portugal. The man já havia um tempo - não anos - mas uns meses suficientes pra que eu soltasse um "noooossa!" quando vi a cada do CD American Ghetto na minha pasta de downloads.
PTM é aquela banda perfeita pra todos os momentos da sua vida: na balada, na fossa, na transa, pra encarar o trânsito e até mesmo pra escutar num domingo chuvoso entre uma leitura e outra do seu livro favorito. E isso fez eu me odiar um pouquinho porque eu realmente precisava de algo decente nos meus ouvidos que pudesse me trazer um mínimo de boa sensação nessa semana em que o vizinho me encheu a porra do meu saco com Água de côco pra mim tanto faz e Camaro Amarelo, entre outros.
E se por acaso você não conhecia ou não tinha parado pra ouvir esse CD (eles tem outros mas vocês já devem ter percebido que esse é o meu favorito), pare tudo que você estiver fazendo e por favor, dê uma chance aos caras. Eu imploro. Deite confortavelmente na sua cama, aumente o volume do seu fone de ouvido e ouça essas músicas deliciosas na sequência. 

PORTUGAL. THE MAN - THE DEAD DOG




PORTUGAL THE MAN - 60 YEARS



PORTUGAL THE MAN - ALL MY PEOPLE




(Eu prometo que vou aprender a mecher no Grooveshark e tudo vai ser diferente nas nossas vidas)


Beijos e boa semana!


10 de abr de 2013

Voltei



Olá a todos! Não sei bem como começar a escrever aqui depois de tanto tempo mas garanto que aos poucos tudo volta ao normal, perdoem. Como vocês devem saber, a minha ausência do mundo virtual (exceto no amado Instagram) se deu porque meu namorado lindo (e chato) veio passar uns dias comigo na nossa pátria amada e como não nos víamos a muito tempo eu quis me dedicar a ele, e sei que vocês me entendem. Mas pra alegria das minhas inimigas ele foi embora no domingo e agora eu tô aqui sozinha até a gente poder se ver de novo, e eu espero que seja em breve. Ah e pra quem tá interessado, foi tudo muito lindo e nós viajamos bastante e aproveitamos bastante nosso tempo juntos e eu já tô com saudades ai meu deus socorro.
Bom, mudando de assunto, eu estive pensando no quê fazer pro blog pra voltar a postar com certa frequência, e pra quem me segue no twitter (@helldavan) deve se lembrar de quando eu disse que tava afim de fazer um vídeo de "apresentação", pois já que eu não tenho um 'about me' aqui e nem curto escrever essas coisas, achei que um vídeo seria interessante.
Porém todavia entretanto há alguns itens a serem levados em consideração pra que essa gravação seja feita e colocada no ar, que são os seguintes.
Vocês precisam me prometer que:
1) Não vão encher o saco sobre iluminação/som/qualidade visto que
a) minha câmera é super caseira
b) eu vou gravar no meu quarto portanto a única iluminação vai ser a da lâmpada do teto mesmo 
c) o som provavelmente vai sair horrível afinal é o som da minha voz então pensa...
2) Não irão cometer bullying sobre quaisquer defeitos encontrados em minha pessoa

Tendo isso em mente, basta mandar perguntas sobre mim ou sobre qualquer outra coisa aleatória até sexta-feira pro e-mail aroundvanessa@gmail.com ou então deixar aqui nos comentários. Prometo fazer de tudo pra que eu saia o menos ridícula possível.

É isso! Um beijo e boa semana.