30 de jun de 2013

Look #6

Eu não tenho bola de cristal mas imagino muito bem o que vocês estejam pensando agora:
"-Nossaaaa que menina egocêntrica só tem foto dela essa semana no blog!"

Olha só, podem parar com isso ok? Primeiro que só tem essa postagem e a anterior com fotos minhas. E segundo que hoje é só por causa do look.

Aí vocês estão pensando de novo:
"Credo e isso lá é um look decente?"

Mas ninguém disse que esse blog viveria de looks maravilhosos. São roupas que eu uso no meu dia-a-dia (e pelo que vocês já perceberam eu não sou uma pessoa decente normalmente). 

Mas então.

Frio é uma coisa chata. Ser friorenta é mais chato ainda. Sabe aquele tipo de pessoa que quando bate um ventinho já coloca jaqueta, bota e cachecol? Então, esse cara sou eu. E sofro muito com isso, acredite. É cruel precisar escolher entre estar visualmente aceitável porém passando frio ou me vestir de acordo com minha temperatura térmica porém sendo alvo de olhares insólitos pela sociedade.
Daí que essa semana o tempo estava bem chato aqui na cidade. Choveu sem parar se segunda à quarta e fez um pouco de frio, mas sério tava frio mesmo, até a minha mãe colocou um "blazer", mas ela só usa blazer quando eu já tô usando 3 meias e 4 casacos (pra se ter uma idéia do meu frio x frio alheio). Pra minha infelicidade, precisei sair de casa num desses dias pra resolver alguns "pepinos" acadêmicos e não tive dúvidas ao me envolver num cachecol bem quentinho. Preciso dizer o bullying que sofri nas ruas?




minha cara ao redescobrir o tamanho do cachecol:
eu tenho 1,80m, agora multiplica...


 




Suéter: H&M
Cachecol: H&M
Calça: Primark
Oxford: Mustang
Cara de sono: Acervo pessoal

Sair sem maquiagem: culpa da preguiça




E vocês, também dão aloka no frio ou continuam sendo lindas? Me contem!
Beijos e bom domingo 

Ah e se tudo der certo na minha vida, no final dessa semana tem vídeo no blog!

28 de jun de 2013

Egoshot #1

Atenção: esse post não possui nenhuma relevância para a sociedade.

São só algumas fotos "antigas", creio que de outubro de 2012, onde eu passei a tarde brincando de ser modelo pra minha amiga linda Camila Ribas.

Já postei algumas delas no Instagram, mas como até hoje não tinha publicado em outra rede social, aqui estão. Não me julguem. Obrigada. 















Beijos e bom final de semana!

25 de jun de 2013

Inspiração: Tieka - Selective Potential


Em 2011 antes de criar meu segundo blog (hoje inexistente) o Cores de Outubro, busquei por várias inspirações e passei muitas horas online olhando blogs gringos. Foi nessas buscas que conheci o Selective Potential, que até hoje considero como o blog de looks mais vintage da internet. A moça fofa com carinha de tímida por trás dele é a Tieka (pronuncía-se "tee-kuh"), designer, 26 anos e mora em Michigan, nos Estados Unidos. O blog começou porque ela tinha perdido cerca de 16kg e estava tão feliz com o novo corpo e  maravilhada como todas as roupas serviam nela, que resolveu mostrar isso ao mundo! Acho muito legal essa história, e realmente a Tieka acertou em cheio ao fazer isso: o Selective Potential fez tanto sucesso que por várias vezes já saiu em revistas importantes como a Teen Vogue.


O que eu mais gosto no estilo da Tieka é que nada do que ela usa parece "forçado". Todas aquelas estampas floridas e sapatilhas de boneca combinam perfeitamente com o perfil que ela tem, super delicada e feminina.
Em 3 anos que acompanho o blog, a Tieka passou por um divórcio, precisou mudar de casa umas duas vezes e mesmo com todas as dificuldades que ela teve, continua sendo muito simpática e nunca tira o sorriso do rosto. Hoje ela está namorando novamente e só pelas fotos dá pra sentir o quando ela e o Eric são apaixonados! Fora que ele é super estiloso também. 
Já troquei alguns emails com ela, que é super aberta e responde todos os comentários e e-mails dos leitores. Falamos sobre relacionamentos, estilo, bullying, decepções da vida e várias outras coisas. Por ser um blog pessoal, você acaba se identificando muito com algumas histórias e isso te faz sentir bem "próxima" à ela. Inclusive é me inspirando nisso que eu tento deixar o Around Vanessa mais pessoal possível (espero que eu esteja conseguindo).
Ah! E fora os looks do dia, a Tieka também faz guias de viagens muito legais! Ela até estava escrevendo um livro contando as aventuras pelo estado de Michigan.


A loja favorita da Tieka é a Modcloth. Infelizmente a marca não tem frete grátis pro Brasil, mas vale a pena se martirizar um pouco no site. A maioria das peças que ela usa são de lá.
Os looks que eu mais gosto na Tieka são os de outono: ela mistura muitas estampas diferentes e adora fazer sobreposições. As cores mais usadas por ela nessa estação é o marrom, mostarda e vinho.
Até hoje não vi nenhum blog brasileiro falando do Selective Potential. O que pra mim é uma pena já que ele traz muitas referências bacanas sobre o estilo vintage.












E por último, essa é a Winny, uma cachorrinha muito fofa que ela cria junto com o Eric <3

Instagram: @teekuh

Espero que tenham gostado! Beijos e uma ótima semana.


23 de jun de 2013

Look #5

Essa semana foi uma droga, em todos os sentidos. Começando pelo fato de eu ter me mudado de volta pra casa da minha mãe e, consumista que sou, tenho tanta roupa e sapato que pra não precisar pagar excesso de bagagem resolvi trazer só uma mochila com  algumas makes, uma calça e 2 camisetas, e deixei as cinco malas pra vir junto com a mudança. Resultado? Eu cheguei, mas as minhas coisas não. Agora estou aqui sem ter minhas roupas pra poder sair (e também pra postar um look do dia razoável pra esse blog falido).
Problemas de transporte à parte, as fotos que mostro hoje são meio antiguinhas, coisa de 1 mês atrás. "Essa" aí da foto tá bem longe de ser a "eu" de sempre. Não costumo usar looks combinadinhos, 100% fofoletes ou 100% qualquer coisa. Gosto de misturar peças, até porque meu guarda-roupas por si só já é uma verdadeira salada.
Porém, esse look foi escolhido à dedo pra ser "bonitinho". Explico: meu priminho Rafael, de 9 anos, não gosta de como eu me visto normalmente, "rockeira", como ele me rotula. Sempre que a gente vai sair ele pergunta que roupa eu vou usar e quando eu mostro o que escolhi ele diz que tá feio e eu deveria usar uma saia e tons de rosa porque "isso sim é coisa de menina". Daí que num domingo quando resolvi levá-lo pra passear no shopping eu deixei que ele escolhesse a minha roupa. E aqui estou eu, num look todo fofolete escolhido por um garotinho de 9 anos. Não o usaria normalmente, mas até que gostei do resultado.
Não ia postar essas fotos pois não tem muito a ver comigo, mas como as minhas malas não chegam e eu continuo aqui sem ter o que vestir... Bom, pelo menos fica aqui registrada essa história, né. Quem sabe um dia meu primo não se aprimora e vira um grande personal stylist? Vamos acompanhar.
Ah, a bolsa e a sapatilha vocês já conhecem aqui do primeiro look do blog.





Bolsa: Riachuelo
Sapatilha: Primark
Saia: Ebay
Camisa: C&A




Beijos e boa semana!


20 de jun de 2013

Trip #3 pt.1

As duas últimas semanas foram mais do que agitadas pra mim, e isso acaba refletindo aqui no blog com a ausência de postagens. Sem contar que com todas essas manifestações no país eu tenho focado meu tempo na internet praticamente pra acompanhar os fatos e acabo ficando away do resto da internet.
Bom, foram tantos dias sem postar que me senti no direito de vir aqui e publicar mais de 50 fotos pra vocês! Sei que é muita coisa, mas acho que foi o lugar que mais fotografei por metro quadrado e em tão pouco tempo e simplesmente não consegui escolher poucas! fotos. Mas eu garanto que o lugar é lindo e vai valer super a pena vocês verem tudo.
A cidade que lhes apresento hoje se chama Saint Jean de Luz, na França. Mais exatamente na parte Basca da França: o Pays Basque Français. 


Uma tia do Eder mora em St. Jean de Luz e ficamos na região por 4 dias. A cidade fica há umas 2hs de distância de Bilbao, bem perto. Nós fomos de ônibus mesmo, e a vista na estrada é linda! Entre os montes sempre haviam pequenos povoados, coisa de filme. 



(uma pausa para lamentar pelo meu falecido alargador 16mm. estou com saudades)

 Ó Europa, porque eres sempre tão nublada?



Sorvetes everywhere 

Oloco tia! Tá caro hein??? 

Uma curiosidade é que na França eles tomam muito "sorbet". E quando eu digo muito, é tipo muito mesmo. Tinha barraquinhas de sorvete espalhadas pela cidade toda, e só depois que eu provei é que eu fui entender o porquê. Esqueçaaaaaaaaaaammmm essa história de Gelato Italiano, Dileto e esses sorvetes que vocês tiram foto pra postar no Instagram! Sorvete francês é vidaaaaaa! Com várias vogais no final que é pra dar mais ênfase mesmo no que tô dizendo. Não vou explicar como é o sabor pois seria impossível descrever. Apenas que: é uma delícia. 
Outra coisa é sobre o polêmico Foie Gras: como eu sou pobre e nunca tinha experimentado comida francesa, digo que ele é igualzinho um "patê". Lá eles comem principalmente na salada e na torrada. Eu experimentei quando fui pela primeira vez à Bilbao, e só me disseram do que era feito depois que eu comi! Achei bem cruel mas como não sou vegetariana e conheço sobre abatedouro, o modo como o Foie Gras é feito não me chocou muito. Não entrarei em detalhes pra não estragar o momento, mas o google tá aí pra ajudar. E infelizmente, tenho que admitir: é uma delícia.

Essa foto foi tirada em uma pracinha bem bonita que ficava na rua debaixo da casa da tia Raquel, a tia do meu namorado. Nessa praça se concentra inúmeros artistas, principalmente pintores. É incrível como St. Jean de Luz (e pelo que sei, a França toda) aprecia obras de arte! Existem galerias de arte por toda a cidade, e o mais legal é que elas não ficam concentradas apenas no centro da cidade ou em bairros nobres. Em todos os bairros da cidade você encontra alguma galeria. Isso sem contar os artistas plásticos que expõem suas obras nas ruas.




As fotos abaixo são do Le Port de Ciboure, o porto de Ciboure, que é um povoado que fica grudado com St. Jean de Luz. É desse porto que saem todos os mariscos que abastecem os mercados locais.







Esse garoto é um típico francês: Mocassim, calça colorida (sempre vermelha ou azul), camisa de listras e boinas. Achei tão legal o estilo "combinadinho" dele que fotografei escondido (até do meu namorado inclusive, mas amor você sabe que não tem nada a ver né? te amo). 

Isso são pimentões! Acredite se quiser: tem pimentão na decoração de tudo no País Basco Francês


Os franceses são tão apaixonados por queijo que dizem que existe um tipo de queijo diferente pra cada dia do ano! Mas como eu não gosto de queijo então não me importei  muito com esse fato. 



Essas casas são típicas dos pescadores do País Basco. A arquitetura das casas são todas similares uma das outras, e pintadas geralmente de azul e vermelho.




 



Em uma das nossas noites na cidade, eu e o Eder saímos pra conhecer a praia já que estávamos hospedados a poucas quadras da costa. Lembro que estava muito frio mas ainda sim eu pedi um sorvete. Foi um passeio tão gostoso, a cidade é tão bonita e poxa, era um clima mais romântico impossível! Na beira da praia, passeando por uma cidadezinha super aconchegante... Nunca vou esquecer. Essa foto aí de cima, foi capa do meu desktop por muito tempo! Coloquei pra me lembrar sempre desse passeio 








 Jamais ententerei essa obsessão dos Bascos com pimentão...




Nas feirinhas de artesanato da França é muito comum encontrar sabonetes caseiros. Eles são bem carinhos mas o cheiro é realmente uma delícia! Eu comprei alguns de lembrança na cidade de Biarritz, lá tem muitas lojinhas com sabonetes artesanais. No próximo post sobre viagens eu mostro pra vocês.

Como já é óbvio de imaginar, o pão Francês de lá é igual ao pão Francês daqui. A diferença é que as padarias de lá produzem uma infinita variedade de tipos de massas de pães.

ela não anda, ela desfila 


alguns sabores de "sorbet" 

E pra finalizar o post, vamos às fotos polêmicas:


ISTO é Macaron 

ISTO é Mouchou 

Desculpem acabar com os sonhos de toda uma geração, mas essa coisa em candy color que a galera ficou on fire de uns tempos pra cá e vive dizendo que é uma delícia, não é Macaron. De acordo com TODAS as docerias da cidade (e com a Tia do Eder que é mora lá há muitos anos) o nome desse doce se chama Mouchou. Ele é a mesma massa do Macaron, com a diferença de ser recheado, e a massa é bem diferente dos que são produzidos aqui. A massa é mais grossa e eu achei a textura esquisita. Bem diferente dos que são feitos aqui. Ele não é todo bonitinho como as docerias fofas de hoje fabricam, e muito menos é gostoso! Eu ainda não tinha experimentado "Macaron" no Brasil porque ainda não tinha encontrado pra vender, e quando cheguei lá comprei de cara 2 pacotes com umas 6 unidades cada. Pior investimento! Essa coisa é ruim pra caramba, eu não consegui nem comer 1 inteiro. Quando cheguei da viagem encontrei vários lugares em SP que já vendiam, e nossa, quanta diferença! Viva às modificações na culinária brasileira.
O mesmo vale pras Coca-Colas com sabores ~exóticos~, de Baunilha e Cereja. Se a Coca normal já é doce, imagina a de Baunilha? É quase intragável. Mas os fortes sobrevivem. Já essa Coca "Sem cafeína" eu não quis nem chegar perto pois já era experiência demais pra mim.





Essa é a Igreja de Saint Jean Baptiste. Queria ter fotos melhores dela, mas é a que tem pra hoje. Percebem essa diferença na pintura do muro? Então. O Rei Luis XIV se casou aí com a Infanta Espanhola Maria Teresa de Áustria, e anos depois ele ordenou que tapassem a porta pela qual eles entraram na igreja. Fico imaginando se ele fez isso porque era doido mesmo ou se era pra que ninguém mais repetisse o ritual pela mesma porta que os dois entraram...


Foram muitas fotos porque em St. Jean de Luz tudo era novidade pra mim. As ruas, as casas, as pessoas, a cultura, a praia, as galerias de arte, o movimento nas ruas... Tudo me era novidade e lindo! Me senti uma criança largada numa loja de brinquedos. A cidadezinha é muito charmosa, é turística mas nos lugares que fui só percebi franceses e espanhóis. 
Essa região da França pertence ao País Basco mas lá ninguém sabe falar o idioma Basco! Deve ser mais difícil ainda pros franceses que tem um sotaque tão suave que acho que dificulta a pronúncia basca.
Eu particularmente achei o povo Francês bem "seco", quase num nível ríspido. Já ouvi dizer que isso acontecem porque eles são educados demais, mas não sei se descreveria assim. De qualquer forma, o lugar é encantador e vale muito a pena visitar! Na próxima vez que eu falar sobre viagens, mostro a "parte 2" do Pays Basque Français: a famosa Biarritz e alguns pequenos povoados. 


Espero que tenham gostado! Beijos e boa semana :)