17 de jan de 2014

Bilbao Tour #1: Museu Guggenheim

Pra quem acompanha meu "diário de viagem" em tempo real no instagram, viu que na segunda-feira eu e o Eder fomos passear por volta do museu Guggenheim. Fazia um dia super lindo de sol, mas que durou pouquíssimas horas depois que a gente chegou já que o inverno aqui faz com que o dia escureça super cedo (lá pelas 5 da tarde já não tem mais luz). 

DSCF0732

O Museu Guggenheim Bilbao faz parte da Fundação Solomon R. Guggenheim, que é a mantenedora dos 5 Guggenheim espalhados pelo mundo: Nova Iorque, Veneza, Berlim, Las Vegas e Bilbao. Eles são famosos tanto pelas suas fachadas como pelas exibições de artes Moderna e Pós Moderna. Não sou muito fã de visitar museus, então como já conheci o de Bilbao por dentro em 2011 eu não fiz questão de ir dessa vez, mas adoro passear pelos arredores. É incrível como essa arquitetura dele te faz sentir uma formiguinha: a parte mais alta tem 50 metros de altura!
O Guggenheim daqui foi desenhado pelo Frank Gehry, que também é o cara da vinícola que conheci logo que cheguei na cidade (e que fiquei de postar as fotos mas sempre esqueço, desculpem).

DSCF0726
DSCF0749
DSCF0752
Skater skirt: Bershka
Suéter: Stradivarius (20120
Oxfords: Primark (2011)
Óculos: Marisa (foi presente da Camila)
e a bolsa é a de sempre do ebay 


DSCF0686

Na parte externa do museu tem o famoso "Puppy", criado pelo artista Jeff Koons e que é uma escultura do cachorro West Higland Terrier (que eu não sei se tem tradução desse nome pro portugês) toda feita de flores! Eu esqueci de tirar mais fotos do Puppy, mas vocês podem dar um google que vai ter muita foto bonita dele. 


DSCF0770__ DSCF0762

Essa aranha bizarra de dez metros de altura, chamada Mamá, alguns de vocês já devem conhecer: é da artista Louise Bourgeois e está em várias cidades do mundo, entre elas São Paulo! Sim, é mesma artista da famosa "Aranha do Masp", que fica no Parque do Ibirapuera.


DSCF0755
Nessa panorâmica que não deu muito certo, dá pra se ter uma idéia da dimensão do Guggenheim. Clique na foto pra ampliar!

DSCF0708
Nosso almoço/pseudo-picnic

DSCF0735
Eu quase do tamanho do poste 

DSCF0787
Ponte Zubizuri, que em basco significa Ponte Branca (oh really?)

Logo que terminamos o passeio pelo Guggenheim começou a escurecer um pouco e a esfriar MUITO! Mas como estava muito cedo ainda, resolvemos ir até um shopping que tem por perto ("resolvemos" significa que eu queria muito ir no shopping pra ver as lojas e fiz chantagem emocional pra conseguir isso). 


DSCF0808 DSCF0798 DSCF0801
DSCF0809
DSCF0803

O caminho que fizemos até o shopping era a coisa mais linda. Na verdade, qualquer caminho que você faz aqui em Bilbao é lindo. Todas as ruas tem prédios antigos muito bem conservados, lindos demais! Eu queria muito poder viver num lugar assim em que as pessoas preservassem o que tem: ruas limpas, muros sem pichações, prédios antigos intactos, flores por todo lado... estar aqui é realmente um sonho. E ao lado do Eder tudo se torna melhor ainda. (ok parei de ser brega)


♥ ♥ 

Obrigada à todo mundo que tem me acompanhado nessa viagem pelas ~redes sociais~, espero que estejam gostando dos posts sobre isso! Em breve sai mais um de make. 

Beijo e bom final de semana!

12 de jan de 2014

Cortei!

IMG_20140109_141357
Bú!

Apesar de ser narrado meu medo no twitter, muita gente ainda não sabia e levou o maior susto quando me viu de cabelo curtinho no instagram! Fiquei muito feliz pelos comentários, muita gente gostou e muita gente assim como eu, ainda tá desacreditada (tipo a minha mãe que pensou que era brincadeira mas quando viu a foto ameaçou não me deixar entrar em casa até o meu cabelo não crescer). O fato é que eu tinha esse desejo de ter cabelo curto há muito tempo, mas vou confessar aqui pra vocês o porquê de nunca ter cortado antes. (Se preparem pois o texto é gigante)


2014-01-09 02.03.05 1


Sempre tive cabelão grande e lembro de que quando eu era bem criança, meu pai adorava cuidar e pentear o meu cabelo. Cresci e o máximo que passei a tesoura foi só depois dos 19, quando deixei ele na altura do ombro na frente e maior atrás.
No começo do ano passado eu vi na internet a foto de uma modelo negra muito gata com o cabelo curtinho e todo cacheado. "Um dia eu vou ter o cabelo assim", pensei. Mas depois que fiz o blog e passei a postar fotos minhas, vivia recebendo elogios pelo meu cabelo e isso foi tirando um pouco a vontade de cortar. Na verdade,  acho que foi me tirando a confiança de que eu pudesse me achar bonita sem meu cabelo (e sem todos os elogios que vinham com ele). 
Não vou dar uma de escrota e ser hipócrita dizendo que não me importa o que os outros pensem. Isso só é válido pra mim até certo ponto - a opinião de quem eu gosto vale e muito, sendo ela positiva ou negativa. Mas eu estava na minha zona de conforto, com o cabelo de sempre e mais bem cuidado do que nunca (inclusive já fiz vários posts de cuidados capilares, pois sempre me perguntavam o que eu fazia pra deixar o cabelo "daquele jeito"). Quem iria pensar em perder isso tudo?
Mas eis que no começo do ano eu ligo a tv e me aparece a atriz Sophie Charlotte em sua primeira cena do primeiro capítulo da novela Sangue Bom e aquela mulher tava maravilhosa demais com o cabelo curtinho, meu coração na hora bateu mais forte dando aloka como se dissesse "olha aí, eu preciso disso pra viver!!!". Mas eu não tinha coragem, e sempre que comentava sobre o assunto com a minha mãe ou alguma amiga elas diziam que não, que eu tava louca, que meu cabelo era lindo e eu não podia cortar. Então tá, né... 
Bom, tempos depois, no finalzinho do ano, eu estava no centro da cidade com a minha amiga Lígia e ela queria cortar também, entramos no salão e pensei que ela só iria aparar as pontas, afinal nos conhecemos há mais de 10 anos e não lembro dela com o cabelo mais curto que o meu em nenhum momento. Minutos depois lá estava a minha melhor amiga de corte chanel. E ela ficou mais linda ainda! Isso foi uma afronta contra a minha auto-estima. Aquela invejinha branca típica de melhor amiga me bateu forte e eu precisava realizar o meu desejo também. Fiquei uns 3 meses namorando fotos de cabelos curtos na internet, mas só decidi quando cheguei aqui na Espanha. 
Todo mundo aqui tem o cabelo bem moderninho, alguns são bem mais exóticos. Tem até senhora de 60 anos com o cabelo laranja todo repicado! Por isso eu já tinha em mente que, se fosse realmente cortar, seria aqui e não no Brasil. Esperei passar as festas de natal/ano novo/reis magos e marquei com a cabeleireira da minha sogra, que já me atendeu outras vezes pra repicar/cortar as pontas e eu tinha amado. 
Ouvir aquele barulhinho da tesoura foi assustador, quase chorei quando vi um rabo de cavalo enorme da mão dela, e zero cabelo em mim! Fiquei me olhando no espelho um tempão, cheguei em casa e ainda não tinha acreditado no que tinha feito. Eu fiquei num misto de amor e ódio, me arrependi, xinguei, depois fiquei olhando mais, e fui aprendendo aos poucos a gostar do meu novo cabelo. Ainda estou estranhando muito, mas depois de 2 dias eu posso dizer com certeza: estou muito feliz com o resultado.
Depois de demorar tanto tempo pra cortar, fiquei pensando em quanta coisa a gente deixa de fazer nessa vida por causa do medo, da vergonha, de se importar demais com os outros, se não confiar em nós mesmos... Seja com cabelão, com cabelinho, sem cabelo... o que importa é realizar os nossos sonhos e se sentir feliz consigo mesma! É clichê, mas faz toda diferença na nossa vida. 


2014-01-09 07.37.38 1



Um beijo pra todas as garotas de cabelo curtinho que eu conheço (especialmente pra Lígia, pra Camila Ribas e pra Sarah Petruz). Agora eu faço parte do time de vocês! 



Beijos e boa semana pra todo mundo.


7 de jan de 2014

TOP 5 Produtos de beauté terminados #2

TOP 5


Faz tanto tempo que eu queria fazer esse post (antes das minhas provas finais da facul!) Mas nunca conseguia um tempo livre pra fotografar e pensar direitinho nas resenhas, então resolvi trazer as embalagens pra Bilbao e fazer tudo quando tivesse um tempo livre. Como o namorado hoje vai passar o dia hoje na universidade fazendo provas, resolvi finalmente fazê-lo.
Então vamos lá.

DSCF0626_




Já tem mais de um ano que eu comprei esse tônico mas dessa vez ele chegou ao fim e eu fiquei bem deprê! Sempre fui aloka dos tônicos e demaquilantes, mas esse me conquistou de verdade, foi o único que usei até o fim e quase que diariamente. Ele não é um produto milagroso, mas com certeza ajudou e muito em diminuir a oleosidade da minha pele. Sempre usava antes de passar a make, depois do rosto já lavado, e dava até pra sentir a diferença nos dias em que eu saía maquiada com e sem ele.




Esse creminho pra tirar a maquiagem deve ser até mesmo o favorito da sua avó, de tão antigo que ele é! Foi o primeiro removedor de maquiagem que comprei na vida (lembra quando todas as suas amigas naquela época só usavam Color Trend? então!) e desde então eu uso sempre pra tirar a make dos olhos apenas. Não é sempre que eu tô afim de usar o removedor bifásico, principalmente antes de dormir pois ainda sinto a pele com aquele toque de oleosidade... por isso recorro ao creme. Ele é super baratinho e tira o rímel/delineador bem fácil.


DSCF0655__

Já falei antes aqui no blog que eu sempre uso protetor, pra mim é um produto indispensável e deveria estar obrigatoriamente na necessaire de todo mundo! Minha mãe e minhas tias sofrem muito com manchas de sol por não terem se cuidado antigamente, por isso eu dou bastante atenção à isso. As vezes a gente pensa que só porque o tempo tá nublado ou só porque o sol não está forte não precisa de protetor, mas é um erro bem grande pensar assim! Esse protetor foi um pouco caro pro que eu estava acostumada a pagar, mas valeu cada centavo! Durou exatamente um ano e eu usava sempre que ia sair de manhã ou de tarde. Ele existe nas versões em creme e em gel, pra mim deveria ser em gel pela minha pele oleosa, mas como não tinha na farmácia que eu fui e eu estava doida pra experimentá-lo, levei em creme mesmo. 
De todos os protetores que usei, ele foi o único que não deixou a pele grudenta! Meu nojinho de usar protetor sempre foi esse, mas com o Anthelios foi diferente, ele seca rapidinho e não derrete na pele! Recomendo muito. Essa semana eu vou comprar a versão em gel e depois conto as minhas impressões também.



Há tempos que eu ouço falar em shampoo seco mas nem tive vontade pra testar um e ver como era. Um dia antes de eu viajar pra Bilbao, fui com uma amiga minha numa perfumaria pois ela precisava comprar umas coisas e de brinde ela ganhou essa miniatura. Obviamente eu peguei pra mim, mas fiquei com medinho de usar pensando que deixaria meu cabelo seco e com uma aparência de laquê. Mas quando usei pela primeira vez fiquei tipo "meu deus nunca mais vou precisar fazer o truque do tálco!!!!" Eu não tenho cabelo oleoso, mas a lei de Murphy me persegue e sempre surge aquela emergência de sair justo quando o cabelo tá sujo. Infelizmente essa versão era miniatura e durou super pouco, mas pude sentir o efeito que ele dá no cabelo: tirou toda a oleosidade, não deixou nenhum aspecto de seco e nem de laquê como eu havia temido e ainda ficou um cheirinho muito gostoso no cabelo! Já quero providenciar outro em tamanho real.


DSCF0637_

Eu costumo tirar a make com lencinhos removedores de maquiagem, acho bem mais prático do que com algodão, mas mesmo assim eu coloco demaquilante pois muitos lencinhos são um meio secos demais. Esse da Sephora foi de longe o meu favorito simplesmente porque é a base de água! Ou seja, nada daquela sensação de oleosidade que os bifásicos deixam na pele, e ainda remove toda a make com perfeição. Sem contar que o dosador dele é tão prático que deveria servir de modelo pra todas as embalagens de tônico/demaquilante do mundo. Eu comprei ele aqui em Bilbao em julho de 2012 e ele foi acabar só no fim de novembro de 2013. Foi bem barato, custou uns 20 reais mas vi que na Sephora do Brasil ele tá o dobro do preço, daí já acho que não compensa pagar caro num produto desses (a não ser que você tenha pele sensível ou algo do tipo, daí sim vale a pena investir). 


♥ ♥ 


Alguém aí já usou algum desses produtos? Estavam querendo usar algum? Me contem!
Espero que tenham gostado do post.  Beijos e boa semana!

5 de jan de 2014

Euskdi Road Trip #1: Mundaka e Bermeo

Domingo passado eu e a família do namorado fomos passear por alguns povoados aqui do "Euskadi" (País Basco), Mundaka e Bermeo. A primeira eu já conhecia, fui no verão passado em julho de 2012 e foi bem estranha a sensação de ir no inverno! Afinal a ultima vez que estive lá a praia estava lotada de gente tomando banho no mar e eu estava de biquíni, daí volto toda empacotada de cachecol, bota e meia calça! Loucuras da vida.

DSCF0400

No meio do caminho entre Bermeo e Gernika está Mundaka. É um povoado bem pequeno, não tem nem 2 mil habitantes, mas é muito famoso entre a "galera do surf" pois é aí que acontece a 10ª etapa de surf mundial, a Billabong Pro Mundaka. E sim, tava fazendo uns 0 graus ali e mesmo assim tinha gente surfando. SUR-FAN-DO. Agora eu entendo porque o surf é chamado de esporte radical... pra entrar numa água em graus negativos tem que ser muito radical mesmo. Um tubarão é o de menos.

DSCF0422 DSCF0416
DSCF0406
DSCF0413 DSCF0424 DSCF0428 DSCF0429 DSCF0430
DSCF0464
Prédio da prefeitura

DSCF0454 DSCF0439


Assim como no Brasil, o litoral aqui é muito conhecido pela pesca. Por isso em casa povoado de pescadores há sempre uma igrejinha em homenagem ao santo padroeiro do lugar. Em Mundaka, a devoção é pela Santa Katalina, ou português, Santa Catarina.

DSCF0448
DSCF0453
Está proibido fazer bullying contra a cara da pessoa que quase nem dormiu e ainda teve que levantar cedo pra passear com míseros 0 graus, ok?

Depois de encontrar um bar pra gente se esquentar com vinho e calefação, foi a vez de conhecer Bermeo, que tem um dos portos mais bonito que já vi! Acho que perde só pra St. Jean de Luz, na França, que mostrei nesse post aqui.
A história de Bermeo pra mim foi na mesma medida incrível e triste. Incrível porque a cidade é citada em documentos do ano 1.051 d.C, comprovando a antiguidade do lugar. E ainda há lendas sugerindo que Bermeo foi fundada por pescadores de Túbal, descendente de Noé! Ou seja, a história desse povo chega até o dilúvio, por volta de 150 a.C. Pra mim que sou apaixonada por Teologia, saber disso foi demais.
Além disso, Bermeo também é a região de onde fica o lugar mais lindo que eu já estive nessa minha vida: San Juan de Gaztelugatxe, e eu conto tudo nesse post aqui.

DSCF0472 DSCF0480 DSCF0474
DSCF0489 DSCF0488 DSCF0491

Já a parte triste de Bermeo, quem nos contou foi um próprio morador da cidade. Estávamos olhando pra essa estátua e eu estava tentando entender o motivo delas estarem ali, quando um senhor chegou perto e perguntou de onde éramos. Aquele voz nostálgica e aquele olhar fixo pro mar, me fizeram entender em segundos o significado de tudo aquilo ali. Em 12 de agosto de 1912 houve um temporal como nunca antes na história da região, e os pescadores que tinham acabado de sair pra ir à pesca, não puderam se defender da fúria do mar. Foram 116 mortes e apenas 2 sobreviventes. As estátuas acima retratam a reação das famílias que presenciaram a tragédia, e a placa que havia ao lado contém os dizeres: "Vivendo o tempo todo momentos tensos e angustiantes, pra logo dizerem que o peixe está caro..."

Confesso que foi uma maneira bem bad de terminar nosso passeio, mas como bons Bascos, tratamos logo de ir pro bar "esquecer" essa história, se é que vocês entendem! Infelizmente o tempo fechou e veio uma chuva daquelas, por isso não tivemos tempo de passar pela cidade de Gernika, que estava no caminho de casa. Mas isso fica pra próxima!

♥     



Logo mais sai um post de maquiagem que estou preparando pra vocês. Espero que gostem!
Beijo e boa semana pra todo mundo.



4 de jan de 2014

2014

Ontem eu acordei com a seguinte dúvida: quais foram os planos que eu fiz pra 2013? Lembrei que assim que eu comecei o blog, um dos meus primeiros posts foi justamente sobre isso. Resolvi dar uma olhada nesses planos e percebi que: ele foi escrito há exatamente 1 ano e que eu só consegui realizar 1 deles. Eu vou ser sincera e dizer que chegou uma época que eu nem lembrava mais que planos tinha feito pra 2013, e mesmo assim ele foi o melhor ano da minha vida. 
Eu não viajei com as minhas amigas, mas estive mais próxima delas do que nunca. A Lígia e a Camila foram sem dúvidas as peças-chave desse ano que passou, sem elas as coisas não seriam tão especiais do jeito que foram. Não voltei pro cursinho de Inglês, mas voltei pra faculdade de Administração que eu havia trancado e isso me fez muito bem. Não engordei 6kg como queria -pelo contrário! Entrei pra academia, gastei dinheiro com whey protein, comprei tênis esportivo... mas foi só chegar uma semana de frio que eu nunca mais apareci por lá. E ainda emagreci 1kg com a correria de final de ano da faculdade + viagem. A única coisa que deu certo foi que eu finalmente tirei a minha carta de motorista - carro e moto, diga-se de passagem! Isso sim me deixou muito feliz. Sensação de liberdade incrível não depender de ônibus pra se locomover (mas ter que depender do irmão pra emprestar o carro, já que eu ainda não tenho o meu hahaha).
O ano não teria sido bom se eu não tivesse corrido atrás de muita coisa. Eu não teria engordado (ou pelo menos tentado né, poxa...) se eu não tivesse ido até a academia me matricular. E quem emagreceu também não foi por um passe de mágica. Eu não aprendi a dirigir nos meus sonhos - eu precisei abrir mão de muitas tardes sentada  no conforto do ar condicionado da minha casa pra ir até a auto escola estudar teorias e práticas de direção por quase 45 dias. Eu não teria voltado pra faculdade se não fosse o meu esforço, principalmente psicológico, de saber que eu já tinha 22 anos e precisava terminar de vez os meus estudos. Eu não teria tido metade dos momentos bons que eu tive, se não fosse eu mesma abrindo mão do meu orgulho e aproveitado cada segundo onde quer que eu estivesse. 

Eu posso não ter realizado as minhas metas que tracei no começo do ano, mas tratei logo de realizar outras. Seja em 2014, 2015, ou 2020, nada que eu quiser vai se realizar se não for pelo meu próprio esforço. Seja bom ou seja ruim, uma coisa é certa: nada cai do céu e se eu não correr atrás do que eu quero, ninguém mais vai fazer isso por mim. 

Enfim, muito obrigada por me acompanharem aqui no blog que completa hoje exatos 1 ano e 2 dias de vida.
Um beijo e bora esforçar pra fazer desse 2014 um ano melhor!


P.S: Fiquei uma meia hora pensando em coisas pra colocar no meu "planos pra 2014" mas tudo que eu consigo pensar no momento é: comprar uma câmera nova e encontrar todas as minhas roupas da wishlist em promoção. Que assim seja.